segunda-feira, 24 de outubro de 2011

OBSCENAS

Na feira seios que pareciam frutas
Algumas adolescentes mais grávidas que as outras
Então o pau duro latejando no velório da viúva
Necrofilia, pedofilia, disritmia
Língua passeando pela beirada do cu da donzela
E no terreno baldio eu ia enfiando
- um por um -
os absorventes na boca da boneca

2 comentários:

CAIRO MORAIS disse...

Por que raras são as imagens em seus posts¿ falta sinto.

Luís Diniz disse...

Não gosto muito de misturar imagem com texto, mas conheço alguns escritores que fazem isso muito bem - o Valencio Xavier, por exemplo.